Mudança no calendário de vacinação é tema do Sociedade Geral

Segundo Idaron, mudança ocorreu devido à queda na taxa de reprodução.
Veterinário do Idaron veio Ao Vivo no Sociedade Geral.

Da Redação

Foto: Da Redação
(Robson Revertido/Idaron)

A partir deste ano, o período de vacinação contra a Febre Aftosa terá mudanças em Rondônia, o calendário será invertido, a etapa de vacinação de todo o rebanho que ocorreria em novembro será em abril, conforme divulgação do Idaron e sites como o G1-RO, no inicio do mês de fevereiro deste ano.
De acordo com a Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril do Estado de Rondônia (Idaron), a mudança ocorreu porque os produtores rurais reclamaram dos prejuízos na reprodução dos animais após a segunda etapa da vacinação.

De acordo com o médico veterinário Robson Reverdito Ao Vivo, nesta sexta-feira, durante o programa Sociedade Geral, a próxima campanha de vacinação que ocorre entre 15 de abril a 15 de maio, o pecuarista deve imunizar todo o rebanho independente da idade, ou seja, no popular “de mamando a caducando”. Com isso, o produtor precisa estar atento para evitar transtornos junto ao órgão.

Conforme Reverdito, a mudança foi proposta pela Federação de Agricultura e Pecuária do Estado de Rondônia (Faperon), pois os produtores se queixaram prejuízos na reprodução dos animais, devido ao excesso de manejo durante a segunda etapa de vacinação, que ocorre no fim de ano, prejudicando assim a produtividade do rebanho. Informação divulgada também pelo G1-RO.

Do G1-RO
No ano de 2016, segundo a Idaron, foram registrados mais de 35 mil nascimentos de bovinos e bubalinos. O órgão espera que com a inversão do calendário, a taxa de natalidade aumente ainda mais.
O produtor rural Paulo Elifas gostou da mudança. Ele diz que já perdeu muitos animais por conta do manejo que é feito para a vacinação. “Por ser a época da chuva, é muito difícil de fazer o manejo dos animais durante a vacinação. Muitos bezerros acabam morrendo após a vacina. Outras vezes as vacas sofrem traumas e acabam perdendo a cria. Eu mesmo já perdi muitos animais nesse período”, alerta.
O produtor que tiver alguma dúvida pode procurar a Idaron, de segunda a sexta-feira, das 7h30 à 13h30.

Comentários pelo facebook

Comentários

Carregar mais em DESTAQUES

Verificar também

Residencial Esperança agoniza junto com sonho de pretensos moradores

Em 2014 administração anunciava que até março de 2015 moradias seriam entregues. A empresa…