Secretário Municipal de Agricultura participou do lançamento do Plano Agro+Rondônia

Marcelo Brandão destacou a iniciativa do Governo do Estado em valorizar o setor primário.

 

F
Foto: Luizinho Carvalho/Sociólogo

A visita do ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi a Rondônia tornou-se um acontecimento especial para empresários, agricultores e pecuaristas com o lançamento do Plano Agro + Rondônia, que desburocratiza a tomada de decisões para potencializar a produção e tornar o setor mais competitivo no mercado.
O Plano Agro + foi lançado em 2016 pelo governo federal e até agora, somente São Paulo e Rio Grande do Sul aderiram. Rondônia é o terceiro estado fazer parte do programa que pretende fazer com que o Brasil melhore sua posição no mercado global de alimentos.
E o caminho para alcançar esta meta foi definido como muito simples pelo secretário executivo do Mapa, Eumar Novacki. “É acabar com a burocracia, que tem sua origem no excesso de desconfiança”, argumentou. O Plano Agro + chega a Rondônia também com a garantia de que haverá mais facilidade ao crédito.

Foto: Luizinho Carvalho/Sociólogo

Os 52 municípios rondonienses foram convidados a participar da iniciativa e contribuir com ações simplificadoras. Espigão do Oeste marcou presença no evento com o vice-prefeito Valtinho Lara que representou o prefeito Nilton Caetano, Marcelo Brandão (secretário da agricultura) e Adriano Fernandes (secretário de Obras).
O secretário municipal de agricultura, Marcelo Brandão destacou a importância do Governo de Rondônia investir pesado no setor da produção primária. “Rondônia é um estado com vocação agrícola, assim como é o município de Espigão do Oeste, o que precisa são incentivos por parte do poder público para que esse seguimento seja explorado com tecnologias e informação”.

Marcelo Brandão que assumiu a agricultura no inicio de janeiro já confirmou algumas ações dentro da pasta para fomentar o setor produtivo em Espigão do Oeste. Segundo o secretário o potencial agrícola do município é muito promissor, para isso a secretaria pretende implantar alguns programas que venham incentivar ainda mais o homem do campo a produzir.
O secretário citou o cultivo do café clonal como uma das culturas que tem tudo para emplacar no município. “Estamos apostando nessa nova cultura do café clonal que tem se adaptado a nossa região e vem como uma nova proposta para aumentar a renda nas propriedades”. Afirmou Brandão.

Fonte: Luizinho Carvalho/Sociólogo

Comentários pelo facebook

Comentários

Carregar mais em Espigão

Verificar também

Caso ‘baleia azul’ pode ter sido diagnosticado em Jaru

Especialista afirma que o jogo acaba sendo um “gatilho” que evidencia graves distúrbios ps…